LinuxLinux > Instalação do Flash Player

Linux > Instalação do Flash Player

Instalação do Flash Player no Linux

Básico, mas imprescindível para a boa experiência do usuário nas ondas da Internet, o Flash Player requer alguns poucos clique e/ou linhas de comando.

Para usuários de Debian, basta baixar o pacote mais recente no site da Adobe e executar o arquivo .deb. A instalação é feita via interface gráfica e requer pouca interação do usuários. O processo é intuitivo e dispensa detalhamento.

A instalação feita por arquivos tar.gz e rpm requer o uso de linha de comando.

A seguir, descrevo os métodos:

Pacote RPM

1 – Acesse o site da Adobe e obtenha o link exato do arquivo rpm

2 – Abra o Terminal, logue-se com usuário root e execute o comando abaixo:

rpm -ivh LINK_DO_RPM

Exemplo:

 rpm -ivh http://fpdownload.macromedia.com/get/flashplayer/current/flash-plugin-10.0.32.18-release.i386.rpm

3 – Utilize o seguinte comando para instalar o pacote:

 yum install -y flash-plugin

Pacote tar.gz

1 – Baixe o arquivo no site da Adobe

2 – Extraia o arquivo com o seguinte comando:

 tar -zxvf install_flash_player_9_linux.tar.gz

3 – Uma nova pasta será criada. A acesse com o seguinte abaixo “cd”.

4 – Por fim, instale com o comando abaixo:

 sh flashplayer-installer

Instalando Adobe Flash Player 64 bit
Fonte: http://ubuntuforum-br.org/index.php?topic=45872.0

1 – Caso possua o Flash Player instalado, remova com o seguinte comando:

 sudo apt-get remove --purge nspluginwrapper flashplugin-nonfree -y

2 – Baixe o arquivo na página http://labs.adobe.com/downloads/flashplayer10.html.

3 – Acesse o diretório do usuário com o seguinte comando cd ~

4 – No modo gráfico, exiba os diretórios ocultos pressionando CTRL+H.

5 – Acesse a pasta “.mozilla” com o comando cd .mozilla.

6 – Crie uma pasta chamada plugins dentro da pasta .mozilla com o comando mkdir plugins.

7 – Dentro da pasta plugins, descompacte o arquivo baixado. Para isso, use o seguinte comando:

 tar -zxvf *nome_do_arquivo*
Vale reforçar que todo cuidado é pouco ao trabalhar com root.

Categories: Linux Tags: ,

Comments

No Comments Yet. Be the first?

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.