Artigos > Adicionando repositório Rpmforge no Redhat

A distribuição Redhat trabalha sob licenciamento. Isso significa que, para baixar pacotes dos repositórios oficiais da distribuição, é preciso possuir licença. Esse controle é feito através do registro do servidor na Redhat Network, ou RHN.

Apesar disso, o uso do sistema operacional da Redhat pode ser feito sem licenciamento. As licenças se aplicam apenas para o uso dos repositórios.

Assim, quem desejar trabalhar com Redhat e não quiser utilizar o Centos, que nada mais é do que o Redhat recompilado e rebatizado, pode configurar repositórios “externos”.

Aqui, adicionaremos o repositório Rpmforge, um dos mais completos.

São poucos passos. Vejamos:

Com acesso root ou via sudo, criaremos um arquivo chamado “rpmforge.repo” em /etc/yum.repos.d:

1 – Com o Vi, abra o novo arquivo:

vi /etc/yum.repos.d/rpmforge.repo

2 – Insira o seguinte conteúdo:

[rpmforge]
name = Red Hat Enterprise $releasever - RPMforge.net - dag
baseurl = http://apt.sw.be/redhat/el5/en/$basearch/dag
mirrorlist = http://apt.sw.be/redhat/el5/en/mirrors-rpmforge
gpgkey = file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-rpmforge-dag
enabled = 1
protect = 0
gpgcheck = 0

3 – Saia do Vi salvando o arquivo.

Com o arquivo /etc/yum.repos.d/rpmforge.repo criado, rode o comando a seguir para verificar se deu certo:

yum repolist

A saída do comando anterior deve ser similar à imagem seguir:

Pronto. Você pode começar a instalar/atualizar pacotes.

Observações:

Eu, particularmente, preferiria utilizar o Centos ao Redhat sem licença. Mas se trabalhar com Redhat é um requisito para você, seus sistemas, etc, adquira uma licença. Há vantagens em fazer isso, como relatórios de vulnerabilidades (erratas) através do site da empresa.

Abraços!

4 thoughts on “Artigos > Adicionando repositório Rpmforge no Redhat”

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.