Artigos > Desativando e Reativando o FSCK

Blog Porta 80 - FSCK

Olá. Vou falar sobre como desativar o FSCK, a checagem de integridade do File System do Linux. Mas antes, vamos falar um pouco sobre o FSCK.

Resumidade falando, trata-se de um recurso do Linux que verifica o File System sempre que o sistema é ligado. Caso identifique falhas, tenta repará-las. Essa checagem é necessária para garantir o bom funcionamento do sistema.

Bom, mas porque desativar o FSCK se o considero pra caramba?

Em alguns casos a checagem do FSCK pode demorar. O tempo de execução do FSCK depende da quantidade de dias que o sistema está no ar sem ser verificado.

Assim sendo, se falarmos de um desktop Linux que costumamos desligar sempre após o uso, faz pouco sentido desativar o FSCK visto que a sua execução tende a ser breve.

Contudo, no caso de um servidor com uptime alto, faz todo sentido desligar o FSCK caso surja a necessidade de um reinício emergencial, digamos, em pleno horário comercial.

Agora, sabendo disso, vamos desativar o FSCK. Há duas formas de o fazer; temporariamente ou permanentemente.

Desativação temporária:

A desativação temporária se dá ao executamos o comando “shutdown” passando o parâmetro “f”.

Abaixo veremos como desligar o servidor (parâmetro “h”) desativando o FSCK apenas para a próxima vez que o sistema for ligado:

shutdown -hf now

E abaixo veremos como reiniciar o servidor (parâmetro “r”) desativando o FSCK apenas neste reinício.

shutdown -rf now

Em todos esses casos, o FSCK só não será executado no próximo boot do sistema.

Desativação definitiva:

A desativação definitiva faz com que o seu sistema nunca mais rode FSCK, o que eu absolutamente não concordo.

O comando abaixo desativa o check no SDA:

tune2fs -c 0 /dev/sda1
tune2fs -c 0 /dev/sda2

Repita o comando para cada disco do servidor.

Caso trabalhe com Raid, desative o check no MD:

tune2fs -c 0 /dev/md0

Repita o comando para cada disco MD presente no servidor.

Mesmo com o FSCK desativado, você pode programar uma checagem apenas no próximo boot. Para isso, crie um arquivo vazio chamado forcefsck no / do servidor. Para que não haja dúvidas:

touch /forcefsck

Após o boot, o arquivo será automaticamente removido.

Reativação do FSCK

Caso bata aquele arrependimento, para religar o FSCK execute o comando abaixo:

tune2fs -c 1 /dev/sda1
tune2fs -c 1 /dev/sda2

Como no exemplo acima, caso tenha mais de um disco, repita o comando para cada disco ou cas tenha um Raid, execute o comando no MD correspondente.

Acho que é isso. Caso o amigo leitor tenha dúvidas ou comentários, manda pra cá. Abraços.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.