Artigos, LinuxInvertendo tecla FN no teclado Apple Aluminum

Invertendo tecla FN no teclado Apple Aluminum

Esse teclado da Apple é show. São 3 as coisas nele que mais me agradam;

  • Teclas silenciosas
  • Padrão americano de disposição de teclas
  • Teclas macias que possibilitam trabalhar por horas sem cansar muito.

Para utilizá-lo no Linux, contudo, são necessários alguns (poucos) ajustes.

Um desses ajustes já foi informado aqui no Blog.

Um outro ajuste que considero necessário é a inversão da tecla FN, que por padrão vem acionada. Ou seja, ao teclar as teclas de funções (F1, F2, F3, etc), estaremos acessando suas respectivas funções. Para quem utiliza essas teclas como atalho (alt+f2, alt+f4, etc), essa necessidade de usar o FN acaba sendo um complicador, pois requer incluir o FN para acionar os atalhos.

Bom, a inversão é simples e pode ser feita em qualquer distro e independe da interface gráfica utilizada. O comando para inverter a tecla FN é este:

Ao setarmos o valor “2”, estaremos tornando default as teclas de atalho deixando as funções para serem acionadas com o FN. As outras possibilidades para esse recurso são:

0 = desativa a tecla FN
1 = ativa o FN para funções como default
2 = ativa o FN para atalhos como default

A inversão feita com o comando acima é temporária e só valirá até o próximo boot do sistema. Para tornar essa configuração permanente, é preciso colocar esse comando no rc.local. Vejamos como fazê-lo:

1 – Com o usuário root, crie ou edite o arquivo /etc/rc.d/rc.local incluindo o conteúdo destacado abaixo:

Caso o arquivo já exista, apenas inclua o comando em questão antes do “exit 0”.

2 – Aplique permissão de execução ou certifique-se de que a permissão já está setada. O comando para aplicar permissão é:

3 – Por fim, é preciso ter o serviço “rc-local” ativado. Caso já não esteja, utilize o comando abaixo para ativá-lo:

Feito isso, basta testar o teclado após o próximo boot do sistema.

Categories: Artigos, Linux Tags: , , , ,

Comments

No Comments Yet. Be the first?

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.