Artigos > Com que roupa eu vou

Demorei para perceber, mas cheguei a conclusão de que não se trata da “melhor interface gráfica”, mas sim da interface grafica que melhor atende a necessidade de cada um.

Vou compartilhar uma opinião. Veja se faz sentido para você e deixe seu comentário, se achar interessante expor seu ponto de vista.

Gnome 3 no notebook: Linux for fun.

Os ótimos recursos visuais do Gnome 3 vão além da beleza, pois torna prático o uso do Linux em um notebook dada a facilidade de acesso aos programas instalados.

Gnome 3

Basta um SuperKey + “Diga-me o que deseja” para abrir um programa. Isso supre a ausência de um mouse periférico no notebook, por exemplo.

Se sem mouse é prático, imagina com o mouse?! É ainda mais prático. Um ou dois cliques e pronto.

O problema do Gnome 3 está no seu uso em um ambiente de trabalho. Os motivos são justamente os seus pontos mais fortes:

1 – Seus recursos visuais distraem e tiram o foco. Particularmente, me faz perder um ou dois minutos, seja para tentar dominar seu pleno funcionamento ou por que, simplesmente, quebra a linha de raciocínio na interação com o sistema. No ambiente de trabalho isso é um problema, pois 1 minuto perdido requer vários minutos para retomar o raciocínio.

2 – Segundo e principal motivo: Com o passar do tempo e com a execução de programas “Chupacabras” de memória (VirtualBox e Firefox, por exemplo), a tendência é começar a surgirem alguns travamentos. É aqui que entra o XFCE.

XFCE no escritório. Levesa e estabilidade…. aquele preto básico.

Trabalho com programas sedentos por CPU e memória. Todo recurso poupado é benéfico para a estabilidade do desktop. Assim, o XFCE se torna um requisito para o meu ambiente de trabalho devido a sua levesa, estabilidade, simplicidade e praticidade. Isso é tudo o que preciso para não ter imprevistos durante o expediênte.

XFCE

Ainda que a disposição padrão do XFCE seja simples, pois esse é o seu objetivo, pode-se fazer ajustes no “Compositor” deixando o XFCE visualmente mais agradável, mas não menos leve, pois são recursos simples que dão um “tchan” sem afetar a performance.

Portanto, encontrei a harmonia utilizando XFCE no trabalho e Gnome 3 no desktop de casa e no notebook. Essa harmonia de que me refiro é importante para você que fica horas de frente ao PC. Encontre sua harminia and by happy!

Dica: Disponha de um tempo antes de instalar o XFCE, pois há alguns programas instalados por padrão no Gnome que o XFCE não instala (por padrão, mas que podem ser instalados).

Observação: O Gnome 3 possui um modo chamado Fallback, que é próximo do Gnome 2, mas não é o Gnome 2. Pra mim “não dá barato”. Ou é Gnome 3 com Gnome-shell ou XFCE.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.