Artigos > Entendendo o que é GNU e o que Linux

Usuários iniciantes ou mesmo alguns menos interessados em história podem estar se perguntando: Porque sistemas Linux se chamam, na verdade, GNU/Linux? De onde vêm esse “GNU”? Bom, ao menos eu me perguntava isso quando comecei a usar Linux, ou melhor, GNU/Linux.

O que é GNU:

Criado no início da década de 80, o GNU é um sistema operacional compatível com Unix, o que tornaria uma espécie de Unix-like (só que não). GNU é um acrônimo recursivo de “GNU’s Not Unix”, daí você entende por que não se trata exatamente de um Unix-like. GNU foi feito do zero sem utilizar código Unix, por isso não é um Unix-like e sim um sistema on scratch, ou seja, feito do zero.

Bem, ele foi idealizado e é mantido até hoje por Richard Stallman por meio do Projeto GNU. Com a ajuda da comunidade do software livre, diversos recursos para o sistema operacional GNU foram criados. Um recurso muito importante, contudo, não fora terminado. Até hoje, 30 anos depois, o núcleo do GNU chamado de GNU Hurd ainda não é estável.

Linux (Linus + Unix):

O termo Linux refere-se ao núcleo Linux Kernel. Foi idealizado por Linus Torvalds que, após iniciar o seu desenvolvimento e obter êxito em rodar alguns recursos do Unix, anunciou sua realização à comunidade Minix e logo obteve a ajuda desejada de centenas/milhares de desenvolvedores.

O GNU/Linux:

Dado o interesse dos profissionais da época por uma solução robusta de Unix-like, houve uma união natural do projeto GNU com o Linux.

Mas a final, o que é GNU e o que é Linux:

O GNU é tudo aquilo que um sistema operacional necessita (compiladores, editores de textos, bibliotecas, etc).

O Linux é o núcleo do sistema GNU/Linux. Tudo passa por ele de forma que tudo no sistema operacional dele depende.

Estrutura Free Software e Linux:

Estrutura Básica do Linux:

Termos aplicados as distribuições GNU/Linux:

Falar que você usa “Linux Ubuntu” não é completamente justo com o GNU (coitado), mas não é completamente errado. Errrr… como assim? Explico; Richard Stallman defende que você deve referir-se a GNU/Linux sempre que estiver falando e uma distribuição. Já Linus Torvalds defende que você pode sim usar apenas o termo Linux. Bem, eu estou com o Linus nessa. Apesar de não ser completamente justo, se ao usar apenas o termo Linux para me referir às distribuições GNU/Linux é suficiente para me fazer entender, se for a minha intenção, então para mim basta usar “Linux” no lugar de “GNU/Linux”.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.