//posts recentes

Artigos – O que é BogoMips

BogoMips é uma invenção de Linus Torvalds que foi implementada na versão 0.99 do Linux Kernel e que é utilizada até os dias de hoje.

Trata-se de uma classificação que determina se seu processador está trabalhando em uma faixa adequada para o seu sistema.

Basicamente, sempre que o sistema é inicializado, uma medição é feita considerando o tempo que um loop leva até se tornar verdadeiro.

Ou seja, BogoMips é o saldo de um benchmark feito pelo Kernel no boot do sistema para saber se o processador onde se encontra instalado está operando na faixa que se espera daquele modelo. Portanto, o resuldado não vale como comparação entre processadores, pois cada processador possui uma faixa diferente.

Origem do nome

Registros da Rede Mundial de Computadores (Leia-se Internet) dão conta que Bogo significa “Falso”, e Mips significa “Millions of Instructions per Second”. Mips é uma medida científica, logo, “BogoMips” significaria algo como “Falsa medida científica de milhões de instruções por segundo”. Legal, né?

E para que serve

Como disse anteriormente, serve para verificar se a instalação do Linux está adequada para o seu equipamento e vise-versa.

Logo, o BogoMips pode ser usado para diagnosticar um eventual problema na sua CPU, pois ele leva em consideração os seguintes fatores para fazer o benchmark:

  • Cache e clock da CPU;
  • Se o botão turbo está acionado (é antigo, lembra?);
  • Se o sistema usa cache emulado da BIOS ou algum outro tipo de cache que interfira no clock.

Com o calculo realizado, seu resultado é mantido no /proc do sistema. Lembrando que este diretório é volátil, gerado a cada boot do sistema. Portanto, no próximo boot o BogoMips será gerado novamente.

Como consultar

Fácil; basta rodar o comando abaixo:

cat /proc/cpuinfo | grep bogomips

Você terá uma saída de tela como esta:

[root] valhalla ~ » cat /proc/cpuinfo | grep -i bogo
bogomips        : 5616.00
bogomips        : 5616.00
bogomips        : 5616.00
bogomips        : 5616.00

Para saber se meu server está na faixa esperada, deve-se fazer uma continha rápida considerando o clock da sua CPU e um valor multiplicador que varia de acordo com o fabricante/modelo do seu chip.

Primeiro, verifique o modelo do seu processador e seu clock. Para isso, use o comando abaixo:

[root] valhalla Downloads » cat /proc/cpuinfo | grep 'model name'
model name      : Intel(R) Core(TM) i7-6600U CPU @ 2.60GHz
model name      : Intel(R) Core(TM) i7-6600U CPU @ 2.60GHz
model name      : Intel(R) Core(TM) i7-6600U CPU @ 2.60GHz
model name      : Intel(R) Core(TM) i7-6600U CPU @ 2.60GHz

Neste caso, o fabricante é Intel e o chip é um Core i7 de 2.60GHz.

Basta agora consultar o valor multiplicador do fabricante/modelo. No caso desse chip, os valores são esses:

Para saber a frequência do seu, leva-se em consideração Clock da CPU x Valor Multiplicador correpondente ao modelo/fabricante. Exemplo: 2600 * 2.

Para saber o valor multiplicador do seu chip, basta considerar a tabela abaixo:

Caso seu chip não esteja na lista, como o Core i7 deste exemplo, dê uma olhada no link a seguir. Nele há valores médios de acordo com cada chip. Segue o link:

http://tldp.org/HOWTO/BogoMips/bogo-list.html

E se não estiver na média?

O valor médio varia de acordo com cada equipamento. Hoje em dia há processadores com mais de um core, processadores com recurso de economia de energia e emissão de calor, então é normal que o valor varie. Porém, o valor não pode variar demais. Neste caso pode ser um problema em uma das camadas de cache ou alguma configuração indevidamente habilitada na BIOS. Aí cabe uma análise mais aprofundada.

É isso aí. Espero que esse artigo tenha dado uma clareada nas ideias do amigo leitor. Forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.